Imagem 1

Docentes de universidades federais iniciam semana de luta em Brasília

Docentes de universidades federais iniciam semana de luta em Brasília

O Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (Andes) no Brasil convocou professores e funcionários de universidades e faculdades a participarem da Semana de Mobilização para a Campanha Salarial 2024, que começa hoje. Essa cruzada, que se estenderá até 26 de maio, tem como objetivo dar continuidade à mobilização em defesa da educação pública e à luta do setor pela reposição das perdas salariais dos últimos anos.  Durante a semana, estão previstas diversas atividades no Congresso Nacional e na Esplanada dos Ministérios, em Brasília, para intensificar a pressão junto aos parlamentares e ao governo pela reposição das perdas salariais dos professores e de outras categorias de servidores públicos federais, bem como pela valorização do serviço público.  Também serão realizadas mobilizações em defesa da chamada Auditoria Cidadã da Dívida e contra a atual proposta do novo marco fiscal, prevista para ser votada nesta semana na Câmara dos Deputados. O projeto de lei para essa medida pública, enviado pelo governo ao Congresso, foi aprovado em regime de urgência no dia 17 de maio, informa a agência cubana Prensa Latina.

OLIVER STONE -LULA

O site argentino El DiárioAR traz reportagem sobre o documentário de Lula. Oliver Stone sempre se interessou pela política dos países latino-americanos. Ele demonstrou isso ao dedicar muitos de seus documentários a eles. Ele entrevistou Lula da Silva, então presidente do Brasil, pela primeira vez e ficou fascinado por esse político que havia saído de uma fábrica de metais. Seu sucesso mostrou que um trabalhador poderia governar um país e criar políticas para mudar a vida dos trabalhadores. Também mostrou que a unidade sindical era necessária diante do avanço do neoliberalismo. Outro motivo pelo qual Stone se interessa pela política latino-americana é a interferência que os EUA sempre tiveram. O cineasta denunciou constantemente o apoio de seu país aos golpes de Estado sofridos por governos de esquerda durante a Operação Condor. Para Stone, o que Lula sofreu na operação Lava Jato, que levou à sua prisão por acusações de corrupção, foi algo semelhante a um golpe de Estado.

TRAGÉDIA CLIMÁTICA NO RS

O britânico Independent vem acompanhando a tragédia climática no RS. Na reportagem de hoje, informa que a primeira morte causada por uma doença bacteriana transmitida pela água foi registrada no sul do Brasil, onde as águas das enchentes estavam recuando lentamente, e as autoridades de saúde alertaram para a possibilidade de outras fatalidades. A secretaria de saúde do estado do Rio Grande do Sul confirmou a morte de um homem de 67 anos devido à leptospirose na segunda-feira, enquanto a mídia local relatou uma segunda morte pela mesma doença infecciosa. As enchentes ocorridas em um período de cerca de duas semanas mataram pelo menos 161 pessoas, com 82 ainda desaparecidas, informaram as autoridades estaduais na quarta-feira. Mais de 600.000 pessoas foram forçadas a deixar suas casas, incluindo dezenas de milhares que permanecem em abrigos, disseram eles. 

Reportagem da agência Reuters sobre comunidade indígena no RS. Presa há quase três semanas por inundações recordes no sul do Brasil, uma pequena comunidade indígena está determinada a não evacuar o que considera terras ancestrais sagradas que estão em disputa com incorporadoras imobiliárias. O povo Mbya Guarani vive desde 2018 em uma península no extremo sul de Porto Alegre, a capital do estado do Rio Grande do Sul. Há muito tempo a comunidade está em conflito com a Arado Empreendimentos Imobiliários, empresa que há mais de uma década planeja um empreendimento residencial em quase 426 hectares (1.053 acres) na área, parte dos quais está em disputa.

Veja Também:  No G7, Lula propõe taxação dos super-ricos e governança global para IA

ECONOMIA

O ministro da Fazenda do Brasil disse na quarta-feira que a política monetária do país ainda está em um nível “muito restritivo”, apesar do que ele considera a inflação geral dentro da faixa da meta do banco central. As observações de Fernando Haddad foram feitas no momento em que o banco central, no início deste mês, votou pela redução do ritmo de seu ciclo de flexibilização em andamento, reduzindo a taxa de juros básica do Brasil em 25 pontos-base, para 10,5%, após seis cortes duas vezes maiores, diz a Reuters. Haddad participou nesta quarta de audiência na Câmara dos Deputados e disse que o governo Lula tem feito seu trabalho para ajudar a manter a inflação sob controle. Ele enfatizou que as políticas fiscal e monetária devem estar em harmonia.

MILEI = BOLSONARO

O La Nación compara a crise entre Milei e a Espanha com a de Bolsonaro com a França. A crise diplomática entre Argentina e Espanha está crescendo. E rapidamente passou para a arena pessoal, na frente de milhões de espectadores desconfortáveis. Como resultado, as relações entre as duas nações entraram em uma escalada imprevista: a Espanha chamou de volta sua embaixadora, María Jesús Alonso Jiménez, enquanto o governo de Pedro Sánchez está considerando proibir Javier Milei de entrar em seu país em sua próxima viagem, que seria em junho. Esse confronto, que tem tons incomuns, não é inédito. O caso remete diretamente ao duelo verbal entre outro presidente sul-americano e o líder de uma potência europeia há cinco anos, em julho de 2019 no contexto dos incêndios na Amazônia em 2019. A França de Emanuel Macron estava liderando um esforço internacional para ajudar os países afetados com recursos econômicos e logísticos. O líder francês chegou a propor a inclusão do cuidado com a Amazônia na agenda do G7. Além disso, foi planejada a criação de um fundo de 22 milhões de dólares para ajudar a combater o incêndio. Essa iniciativa irritou Jair Bolsonaro, que, por meio de várias mídias, partiu para a ofensiva contra Macron. Em uma reviravolta tão inesperada quanto misógina, ele também atacou sua esposa, Brigitte.

STF x LAVA JATO

O site latino Nodal repetindo texto da Telesur informa que o Supremo Tribunal Federal anunciou nesta terça-feira a anulação do processo criminal contra o empresário Marcelo Odebrecht, condenado por corrupção no âmbito da Operação Lava Jato. A decisão, tomada pelo ministro José Antonio Dias Tofolli, não se estende às decisões derivadas do acordo assinado pelo ex-presidente e herdeiro do grupo Odebrecht, depois de admitir sua culpa e delatar um grupo de cúmplices em troca de privilégios judiciais.

Suprema Corte do Brasil anula condenações por corrupção na “Lava Jato”, informa o Financial Times. Sobre Odebrecht e José Dirceu.

O peruano Diario Correo também publicou a anulação do processo de Marcelo Odebrecht.

O colombiano El Tiempo também.

Na imagem, manifestação de servidores públicos da Educação em Brasília / Andes

Tagged: , , , , ,