Imagem 1

Brasil e China “defendem juntos os interesses dos países em desenvolvimento”, diz XI em encontro com Alckmin

Brasil e China “defendem juntos os interesses dos países em desenvolvimento”, diz XI em encontro com Alckmin

ALCKMIN ENCONTRA XI

O presidente chinês, Xi Jinping, realizou uma reunião nesta sexta-feira (7) com o vice-presidente brasileiro Geraldo Alckmin, na qual destacou que Brasil e China “defendem juntos os interesses dos países em desenvolvimento”. Xi ressaltou que, em um mundo “em constante mudança”, China e Brasil, liderado por Luiz Inácio Lula da Silva, “como grandes países em desenvolvimento e mercados emergentes, têm uma ampla gama de interesses estratégicos comuns”.

O líder chinês afirmou que a relação entre os dois países vai além do bilateral, servindo como modelo para a cooperação global e a paz, enfatizando a importância de fortalecer a natureza estratégica, a reciprocidade e a amplitude das relações, incluindo intercâmbios em legislação, partidos políticos, cultura, educação, turismo e juventude.

Alckmin reiterou o compromisso do governo brasileiro com um crescimento inclusivo e sustentável, expressando o desejo de alinhar as estratégias de desenvolvimento com a China e acolher mais investimentos chineses em áreas como infraestrutura, agricultura, mineração, veículos elétricos e combate às mudanças climáticas.

Durante a visita, Alckmin anunciou um investimento de 100 milhões de dólares da farmacêutica chinesa Sinovac no Brasil para a produção de vacinas e terapias celulares, além de um acordo com o Novo Banco de Desenvolvimento do grupo BRICS para apoiar o estado do Rio Grande do Sul com 2,6 bilhões de reais, visando a reconstrução de estradas, pontes e infraestruturas após as recentes inundações.

O vice-presidente ressaltou que o volume de comércio entre Brasil e China cresceu significativamente, saltando de 9 bilhões de dólares em 2004 para 157 bilhões em 2023, um aumento de 17 vezes, e destacou o objetivo de aprofundar essa parceria estratégica nos próximos 50 anos para impulsionar empregos, renda e desenvolvimento, visando à prosperidade e à redução da pobreza.

Em 2023, o mercado chinês absorveu 30% das exportações brasileiras, totalizando 104 bilhões de dólares, principalmente em alimentos e matérias-primas (AP News e MDZ).

LESA PÁTRIA²

A Polícia Federal (PF) cumpriu nesta quinta-feira (6) 208 mandatos de prisão preventiva contra supostos foragidos condenados pelos atos golpistas de 8 de janeiro de 2023, perpetrados por apoiadores do ex-presidente Jair Bolsonaro.

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes, responsável pela investigação, ordenou a detenção de “mais de duas centenas de réus” que “descumpriram medidas cautelares judiciais (…) com o objetivo de se furtarem da aplicação da lei penal”. Dos procurados, 49 foram localizados e presos, enquanto há suspeitas de que alguns fugiram para países vizinhos, como Argentina ou Uruguai.

Veja Também:  Lula irriga nordeste com investimentos em giro pelo Maranhão, Piauí e Ceará

A operação Lesa Pátria busca identificar responsáveis por planejar, financiar, instigar ou negligenciar o ataque às sedes dos Três Poderes em Brasília. 27 fases e quase um ano e meio após o seu início, o Brasil permanece polarizado sobre a natureza dos eventos. Para dois terços dos brasileiros, trata-se apenas um ato de vandalismo, enquanto para o terço restante foi uma tentativa de golpe, de acordo com pesquisa do Datafolha.

Recentemente, o portal UOL identificou 10 bolsonaristas envolvidos no caso que destruíram suas tornozeleiras eletrônicas e fugiram para Argentina e Uruguai. Sete deles já foram julgados e condenados. O novo presidente argentino, Javier Milei, é o principal aliado do bolsonarismo na América do Sul. Um dos fugitivos afirmou ter solicitado asilo político no país vizinho.

A PF disponibilizou um mapa com o paradeiro de 65 foragidos e entregou as informações ao ministro do Alexandre de Moraes, que deverá expedir as ordens de extradição (Página/12, La Nación e El País).

LAVA JATO

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) decidiu nesta sexta-feira (7), por maioria de votos, abrir processos administrativos disciplinares (PADs) para investigar a conduta de juízes e desembargadores envolvidos em processos da Operação Lava Jato. Os juízes Danilo Pereira e Gabriela Hardt, ambos da vara da operação em Curitiba, e os desembargadores Carlos Eduardo Thompson Flores Lenz e Loraci Flores de Lima, do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), serão alvo das investigações. O presidente do CNJ e do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Luís Roberto Barroso, votou contra a abertura das investigações dos magistrados (CNN Brasil).

ALERTA NO PANTANAL

Os incêndios nas áreas úmidas do Pantanal brasileiro aumentaram quase dez vezes neste ano, em comparação com o mesmo período de 2023, um cenário preocupante frente à iminente temporada de incêndios, que geralmente começa em julho e se intensifica até agosto e setembro.

As chuvas fracas desde o final do ano passado deixaram a região mais vulnerável, resultando em um aumento no número de incêndios mesmo durante a estação chuvosa, e os especialistas alertam para a possibilidade de seca ainda mais severa este ano.

O governo federal assinou na última quarta-feira (5) um pacto com governadores da região para combater os incêndios. O estado do Mato Grosso do Sul já declarou emergência ambiental (Reuters).

Tagged: , , , , , , , , , , ,