Imagem 1

Programas – de 6 outubro a 13 de outubro

Programas – de 6 outubro a 13 de outubro

Opções culturais desta semana incluem filmes, livros, festivais, oficinas e outros eventos

*Sugestão de leitura: Passageiros da tempestade: fascistas e negacionistas no tempo presente, do professor e pesquisador Francisco Carlos Teixeira e do professor Karl Schurster Sousa Leão. Lançado em 2022, da Cepe Editora. Teixeira, um dos autores, vem da UFRJ, UFF, USP, da Freie Universität Berlim (Technische Universität Berlin) e da La Sapienza, de Roma, e trabalhou no Ministério da Defesa do Brasil. É um dos mais respeitados especialistas da área de militares do país. Em breve será lançado seu novo livro, escrito em parceria com a professora Aparecida de Aquino, da USP.

*Em recente entrevista, Teixeira ressaltou: “Militares usam a imprensa para divulgar narrativas mentirosas”. E lembra: “Quando eu estive no Ministério da Defesa, em 2012, eles falavam uma coisa bem interessante: ‘É mais fácil a Marinha do Brasil fazer um acordo com a Marinha da Argentina do que com Exército do Brasil'”.

*Programa importante para este fim de semana: assistir o documentário Utopia Tropical, de João Amorim, que estreia mundialmente no Festival do Rio 2023 em duas sessões, hoje e amanhã – dias 6 e 7. Compete na categoria de documentários longas-metragens da Première Brasil. Os ingressos são gratuitos e podem ser reservados no site oficial do evento, sujeitos à lotação da sala.

*Utopia Tropical é o fruto de conversas entre o linguista e ativista político norte-americano Noam Chomsky e o diplomata e ex-ministro das Relações Exteriores Celso Amorim. O filme aborda a ascensão e a queda dos regimes de esquerda na América Latina nos últimos anos, e os papéis da corrupção e manipulação da mídia para desacreditar o sonho de uma América Latina mais justa e plural.

*E o documentário Somos Guardiões, também no Festival do Rio 2023, revela a luta pela Amazônia após brilhar em mostras internacionais. É outro programa importante. O filme estreia domingo (dia 8) às 19h00, no Estação Net, em Botafogo. Depois, o público poderá assisti-lo em sessões do festival nos dias 13 e 14, respectivamente, no Kinoplex São Luiz 4 e no Estação Net Gávea. A produção executiva é de Leonardo Dicaprio e os diretores são o ativista indígena Edivan Guajajara e os cineastas Chelsea Greene e Rob Grobman.

*Com o quadro desolador de livrarias tradicionais encerrando as suas atividades, outras, menores, procuram dinamizar suas atividades atraindo novos leitores e chamando as gerações dos mais jovens programando ciclos de palestras, de encontros e de debates políticos, culturais, literários e musicais.

*Milton Nascimento nos trilhos da América Latina, de Fernanda Paulo Marques, é o volume recém-lançado pela historiadora, clarinetista e musicóloga que trata da MPB, da cultura e da política no Brasil e na América Latina nas décadas de 60 e, sobretudo durante os anos 70. A autora criou uma simbólica rota ferroviária com diversas paragens representadas pelos discos do compositor e analisa sonoridades e textos que marcam alguns dos múltiplos percursos artísticos de Milton e de seus parceiros. (Ed. Alameda).

*Com programação gratuita, a Formação Spcine, em outubro, vai trabalhar em workshops on-line com o tema Roteiro. São sete atividades desenvolvidas por profissionais da área do audiovisual. A primeira, Pesquisa como Elemento Narrativo na Construção do Roteiro, com Luana Rocha, no próximo dia 09. Inscrições neste link. Luana Rocha, roteirista e jornalista, finalizou uma série documental para Netflix com estreia prevista para 2024, e atualmente desenvolve uma série documental para a HBO. Em 2022, ela finalizou uma série documental, com recurso da Spcine, Pretas Lutas. E fez a pesquisa de Chico Rei Entre Nós, vencedor da Mostra SP como Melhor Documentário.

* Thuë Pihi Kuuwi – Uma Mulher Pensando é um dos três filmes de curta-metragem mostrando a cultura yanomami e a resistência desses povos na defesa de seus conhecimentos e da floresta. Será apresentado no Festival do Rio 2023, dia 10, no cinema Odeon, às 13h30. O assunto do filme: uma mulher observa um xamã preparando a Yãkoana, o “alimento dos espíritos”. Aida Harika, Roseane Yariana e Edmar Tokorino são os diretores. Veja o trailer.

Veja Também:  Lula e Oliver Stone em Cannes

*Oktoberfest no fim de semana de 12 a 15 deste mês, mas traduzida para Festa de Outubro. Na quadra da escola de samba Acadêmicos do Salgueiro, Tijuca, no Rio de Janeiro. Começa às 17h00. Com shows, gastronomia alemã e brasileira, e com cerveja e chope gelado.

*O filme Atmosfera, dirigido por Paulo Caldas (de Baile Perfumado e Deserto Feliz), abre hoje o Festival do Rio 2023. Trata-se de uma coprodução Brasil/Alemanha protagonizada por João Miguel e Milhem Cortaz. Outra sessão amanhã, dia 7, às 19h00, no Estação NET Botafogo, com ingressos gratuitos. Atmosfera se passa em meio aos anos de pandemia de Covid-19.

*Curta-metragem, o faroeste queer de Pedro Almodóvar estrelado por Ethan Hawke e Pedro Pascal, entrou no catálogo da Mubi. Foi um dos destaques do Festival de Cannes deste ano.

*Programa de fôlego, a 9ª Mostra Mosfilm de Cinema Soviético e Russo na Cinemateca Brasileira até o próximo dia 15. A seleção Especial América Latina inclui o famoso filme Eu Sou Cuba, de 1964, restaurado pelo estúdio Mosfilm. Outra atração é Noite sobre o Chile, de 1977, de Sebastian Alarcón e Aleksandr Kosarev sobre o golpe no país, no outono de 1973. Os ingressos, gratuitos, podem ser retirados uma hora antes de cada sessão.

*O diretor Silvio Tendler preparando novo filme, Leonel Brizola, anotações para uma história, no qual o político gaúcho é apresentado na condição de estadista. Tendler ressalta que essa visão de Brizola não se restringe a iniciativas como “encampar multinacionais que não prestam serviço contratado ou proceder à reforma agrária”. Ele lembra que o menino pobre que se tornou engenheiro e governador de dois estados planejou um importante desenvolvimento regional no Brasil.

*Este mês, em Havana, o Multicine Infanta vai retomar o Cine Club Brasil. Serão apresentados Crime Delicado, de Beto Brant, Benjamin, de Monique Gardenberg, Olga, de Jayme Monjardim e O Coronel e o Lobisomem, de Maurício Farias. Coordenação geral de Antonio Mazón Robau. As sessões: 19 de outubro, 02 e 16 de novembro, às 17h00.

*A Warner Bros. Pictures está celebrando 100 anos de existência com o Vibra Open Air, um mix de cinema, música e gastronomia. Até o dia 22 deste mês serão exibidos clássicos como Casablanca, O Exorcista, Os Bons Companheiros, Batman e até Barbie e Besouro Azul. Todas as semanas, de quarta a domingo, no Jóquei Clube, na Gávea, Rio de Janeiro.

*Ainda não foi lançado, mas tem sido cobrada com frequência a publicação do Dicionário Machado de Assis, do falecido jornalista pernambucano José Carlos Ruy, pela Editora Anita Garibaldi. A obra póstuma do também escritor e estudioso de história e do pensamento marxista constitui trabalho de referência. Versa sobre Machado, é destinado a estudantes universitários e será importante fonte de pesquisa “para doutores de nossas universidades; para todo o mundo”, dizem críticos literários. O livro encontra-se revisado, diagramado, com prefácio de Urariano Mota, e apresentação e capa já produzidos.

*A tradicional exposição Orquídeas na Primavera está de volta, terminada a pandemia. Organizada pela OrquidaRio no Jardim Botânico do Rio de Janeiro, dias 20, 21 e 22 deste mês, nessa sua edição o destaque serão as Vandáceas, espécie de orquídeas asiáticas.

*Para quem não conhece o autor: o escritor norueguês Jon Fosse, vencedor do Prêmio Nobel de Literatura de 2023, tem dois livros publicados no Brasil: Melancolia, da Tordesilhas (2015) e É a Ales, deste ano, da Cia das Letras.

*E Ailton Krenak, líder indígena, filósofo e ambientalista, e novo membro da Academia Brasileira de Letras, é autor deIdeias Para Adiar o Fim do Mundo e O Amanhã Não Está à Venda, seus livros mais recentes. (Cia das Letras).

 (L.M.A R.)

*As informações acima são fornecidas por editoras, produtoras e exibidoras

Tagged: , , , , , , ,

Leave comment