Imagem 1

Programas – de 10 a 17 de novembro

Programas – de 10 a 17 de novembro

*Relembrar Gandhi a propósito da devastação que continua com o genocídio perpetrado pelo governo atual de Israel na Faixa de Gaza: “Nenhuma morte de uma criança justifica a morte de outra criança. Olho por olho e o mundo acabará cego”.

*Sugestão de leitura essencial para os dias que correm: Dez Mitos sobre Israel, do historiador israelense da Universidade de Exeter Ilan Pappe com tradução de Pedro Paulo Zahalut Bastos. Pappe é filho de imigrantes judeus alemães e segundo a editora do volume, a Tabla, faz parte dos chamados ‘novos historiadores’, grupo israelense que revolucionou profundamente o conhecimento sobre a história da Palestina, do sionismo e do Estado de Israel. A obra do historiador explora os “dez mitos repetidos interminavelmente na mídia e aceitos sem questionamento pela maioria dos governos do mundo sobre o status quo de Israel”.

*Esta semana, mais de quatro mil artistas assinaram o Manifesto do Club Mediapart francês em solidariedade à população palestina e contra a política colonial de Israel.

*Imperdível: Palavra Engajada: exercício de crítica e pedagogia política, de Reginaldo Moraes (in memoriam), lançamento da Fundação Perseu Abramo com a Editora Unesp, com 133 textos do professor. Segunda-feira próxima, dia 13, às 14 horas.

*Depois de receber da Semana da Crítica de Cannes o prêmio da crítica internacional – Fipresci –, o longa de estreia de Lillah Halla, Levante, abre em São Paulo, a 31ª edição do Festival Mix Brasil.

*No Mix Brasil, até o próximo dia 19 serão mostrados 119 filmes de 35 países e de 13 estados brasileiros, espetáculos teatrais de Taiwan, França e Brasil e experiências com a temática queer vindas de diversos países. Na programação também literatura e performances sobre temas relativos à comunidade LGBTQIA+ e o tradicional Show do Gongo com Marisa Orth.

*O filme Somos Guardiões, do cineasta indígena Edivan Guajajara e dos documentaristas Chelsea Greene e Rob Grobman, faturou três prêmios. Foi vitorioso na 47ª Mostra Internacional de Cinema em São Paulo com o prêmio do público de melhor documentário brasileiro, ganhou o Cultures of Resistance, que reconhece o ativismo criativo, e levou também o troféu de melhor documentário do Raindance Film Festival, um dos mais tradicionais do mundo. Os guardiões da floresta são das aldeias Tembé e Guajajara.

Veja Também:  Perdemos César Locatelli, nosso colega no Fórum 21

*O livro Rainhas – Retratos da Cultura Brasileira, parte do Projeto Monarquia Popular Brasileira, com curadoria de Ju Millan, reúne personalidades da cultura popular e tem prefácio do escritor, professor, historiador, compositor brasileiro e babalaô no culto de Ifá, Luiz Antônio Simas. Figuras ilustres como Ivone Lara, a rainha do Samba, Dona Dainda, Rainha Kalunga, e outras grandes aristocratas estão no livro. “Entretanto, estamos distantes de apresentar todas as rainhas, nessa primeira edição, figuras fortes e potentes que compõem a Realeza Brasileira”, observa Ju.

*Filmes brasileiros pré-candidatos fortes ao Oscar de março próximo: Incompatível com a Vida, de Eliza Capai (vencedor da Mostra É Tudo Verdade deste ano), Elis & Tom – Só Podia Ser com Você, de Roberto Oliveira e Jom Tob Azulay, inscrito por iniciativa dos seus produtores (válido segundo as regras da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas), e Samuel e a Luz, de Vinícius Girnys, vencedor da Mostra Internacional de São Paulo como melhor documentário, um triunfo no Festival de Guadalajara, no México.

*O representante brasileiro ao Oscar internacional Retratos Fantasmas, de Kleber Mendonça, pode, também, disputar vaga na categoria de Longa Documental.

*Programão: a Festa do Livro da USP que vai até domingo, dia 12. Diversas Editoras estão com descontos de até 50 por cento em seus livros.

*De olho: vem aí um novo Ridley Scott: Napoleão, filme estrelado por Joaquin Phoenix. Conta a ascensão equeda do imperador francês. Estréia dia23 deste mês nos cinemas.

*Outro filme que merece atenção: Folhas de Outono, festejada comédia longa-metragem do vencedor do Prêmio do Júri no Festival de Cannes 2023, o finlandês Aki Kaurismäki. Nos cinemas no próximo dia 30 deste mês.

Tagged: , , , , , , , ,

Leave comment