Imagem 1

Programas – de 15 a 22 de setembro

Programas – de 15 a 22 de setembro

Uma seleção de filmes, livros, festivais e outros eventos para este final de semana e os próximos dias

*O Processo: Julian Assange, livro de autoria de Niels Melzer com Oliver Kobold (Ed. Kotter), será lançado em outubro. Relata a história das reportagens manipuladas e manipuladoras publicadas na mídia tradicional com o objetivo de isolar, demonizar e destruir deliberadamente um indivíduo específico. Melzer é professor de Direito Internacional na Universidade de Glasgow e foi membro sênior no Centro de Genebra para Política de Segurança. No volume, ele denuncia como “um homem está sendo perseguido e vilipendiado por expor segredos sórdidos de poderosos, incluindo crimes de guerra, tortura e corrupção”.

*Outra sugestão de leitura: Os esfarrapados – Como o elitismo histórico-cultural moldou as desigualdades sociais no Brasil (Civilização Brasileira), de Cesar Calejon, jornalista e autor de vários livros de crítica ao bolsonarismo. Neste trabalho, ele investiga os mecanismos que criam as elites no Brasil, detalha como funcionam esses grupos e como agem com o objetivo de permanecer no comando. Calejon é autor de A Ascensão do Bolsonarismo no Brasil do século XXI (Ed. Kotter), Tempestade Perfeita: o bolsonarismo e a sindemia Covic-19 no Brasil (Ed. Contracorrente) e Sobre perdas e danos: negacionismo, lawfare e neofascismo no Brasil (Kotter).

*Informação importante do crítico de cinema Carlos Alberto Mattos: a plataforma @ondamedia.cl disponibilizou 50 filmes chilenos, um programa completo sobre a história do país vizinho desde o golpe militar contra Allende e, em seguida, a ditadura de Pinochet. Acesso gratuito. Os filmes podem ser vistos em qualquer país durante o mês de setembro. Veja aqui: bit.ly/3Pyn3BY

*No livro O Brasil contra a Democracia – A ditadura, o golpe no Chile e a Guerra Fria na América do Sul, de Roberto Simon, o relato da imprensa brasileira apoiadora do golpe no Chile contra Salvador Allende e a ditadura de Augusto Pinochet. O livro comenta como a ditadura daqui oferecia reportagens favoráveis ao Chile do ditador chileno com o apoio da CIA e de planos elaborados pelo governo dos Estados Unidos. Da Cia. das Letras.

*O volume Manet no Rio traz o relato de Édouard Manet que aos 17 anos embarcou em um navio-escola para uma viagem ao Rio de Janeiro. Nas cartas enviadas à família, ele expressa suas impressões sobre a sociedade luso-brasileira “escravocrata, tacanha e grosseira”. (Ed. Ercolano). Edição de luxo, com imagens dos principais trabalhos e croquis originais produzidos pelo artista francês durante a viagem ao Rio.

*Atenção para o 3º Fórum Nacional Sesc de Juventudes, do LABMais, de 3 a 5 de outubro, que vai discutir a Arte como forma de vida. Como viver da Arte na juventude é o tema do encontro, em Petrolina, Pernambuco, comemorando dez anos do Estatuto da Juventude e a Agenda 2030 da ONU.
O evento faz parte de projeto do Laboratório Sesc de Artes, Mídias, Tecnologias e Juventudes, o LABMais, plataforma que trabalha com jovens a partir de tecnologias de experimentação, comunicação e socialização.

*O 80º Festival de Cinema de Veneza, sem dúvida o mais interessante e mais prestigiado festival atual de cinema, premiou com o Leão de Ouro o filme inglês Pobres criaturas, do grego Yorgos Lanthimos, estrelado por Emma Stone, Willem Dafoe e Mark Ruffalo. A atriz está na pele de uma versão moderna do clássico Frankenstein. Aguardar a programação do Festival de Veneza no Brasil.

*Outros grandes cineastas premiados no Lido: pelo júri, O Mal Não Existe, do japonês Ryusuke Hamaguchi; Melhor Diretor, Matteo Garrone com o italiano Lo Capitano. Pablo Larrain fez sucesso com o roteiro de O Conde, filme no qual ele transforma Pinochet em vampiro. E Priscilla, de Sofia Coppola, foi premiado com o Leão de Melhor Atriz para Cailee Spaeny. Melhor Ator, Peter Sarsgaard, no filme Memória. Timaço.

Veja Também:  Programas - de 13 a 21 de junho

*Programa Ópera na Tela, em uma tenda armada no Parque Lage, no Rio de Janeiro, vai até o dia 24 deste mês. A montagem é da conceituada Escola de Artes Visuais do Parque Lage.

*Importante livro de Ricardo Antunes sobre trabalho. Icebergs à deriva: o trabalho nas plataformas digitais é a nova obra da coleção Mundo do Trabalho, da Editora Boitempo, organizada por um dos principais especialistas em Sociologia do Trabalho no Brasil, professor titular de Sociologia no Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Estadual de Campinas (IFCH/Unicamp). Na apresentação do volume, a observação: “Antunes oferece um estudo minucioso e multidisciplinar sobre o trabalho nas plataformas digitais e a expansão sem precedentes desse modelo, tanto no Brasil quanto no restante do mundo”. São 28 artigos de pesquisadores nacionais e internacionais analisando o fenômeno social que emerge com o trabalho cada vez mais plataformizado/uberizado e intensificado durante a pandemia da Covid-19.

*De 27 de setembro ao dia 1º de outubro, em Curitiba, o I Festival Internacional da Palavra, evento literário que vai além das páginas dos livros. Gratuito, o festival vai reunir convidados nacionais e estrangeiros para explorar a riqueza e as interseções da palavra em diversas manifestações: dança, música, teatro, ativismo etc.

*Entre os convidados de Curitiba, a premiada moçambicana Paulina Chiziane, primeira mulher negra a vencer o Prêmio Camões, em 2021, o português José Luís Peixoto, Prêmio José Saramago de 2001 e a autora argentina Inés Garland, do romance Pedra, papel, tesoura. (Ed. Roça Nova). Para mais informações sobre esse programa na capital do Paraná, acesse aqui o site.

*O ator Chico Diaz, arquiteto e artista plástico, está expondo pinturas e desenhos na casa onde viveu com a família. A mostra é Casa da infância e vai até 30 de setembro, Av. Alexandre Ferreira, 318, das quintas aos domingos, das 17 às 21 horas, no bairro do Jardim Botânico, no Rio.

*Em Pirenópolis, Goiás, a volta do Festival PiriDoc, mostra de filmes documentários no Cine Pirineus. @Piri.Doc e fique por dentro de toda programação.

*Fim de semana do programa Festival de Gramado, mostra itinerante, no CCBB carioca. Hoje, dia 15/09, Carro Rei (2021), de Renata Pinheiro, às 17h. Amanhã, sábado, dia 16, o conhecido filme Pacarrete (2019), de Allan Deberton. E no próximo domingo, King Kong em Asunción, de Camilo Cavalcante.

*O filme clássico Oldboy, de 2003, do sul-coreano Park Chan-wook, reestreiou esta semana, remasterizado, em grande circuito de 56 cinemas brasileiros; doze deles, em capitais, o que é raro. Argumento desse filme superpremiado: um homem, injusta e misteriosamente encarcerado por 15 anos pelo assassinato de sua mulher, é libertado e tem cinco dias para descobrir o que aconteceu na realidade e realizar a sua vingança. Adaptação de um famoso mangá de Garon Tsuchiya e Nobuaki Minegishi.

*E Assassinos da Lua das Flores, o novo filme de Martin Scorsese, com Leonardo DiCaprio e Robert De Niro, chega aos cinemas brasileiros no próximo dia 19 de outubro. Grandes expectativas. Scorsese está com 80 anos e em plena atividade.

(L. M. A. R.)

*As informações acima são fornecidas por editoras, produtoras e exibidoras

Tagged: , , , , , , , ,

Leave comment